sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

EU-R

Pois é...as reclamações continuam e pelo que vejo com tendência a aumentarem!

O incrivel é ver que por parte da marca, ou dos seus responsáveis existe uma total falta de respeito por quem comprou os produtos que vendem, neste caso as motos!

Chegam-me quase diariamente comentários, uns anónimos e outros devidamente identificados de pessoas que compraram motos Eu-R e que agora se vêm a braços com diversos/muitos problemas relativos à falta de qualidade das motos, ao atendimento da marca e á falta de documentação.

Recebi algumas mensagens com informações importantes sobre a Eu-R, só que por não estarem devidamente identificadas, foram imediatamente apagadas! Tal como eu me identifico (e muitos conhecem-me pessoalmente) também todos os que queiram comentar, o devem fazer!

Deixo-vos aqui a ultima mensagem que recebi, devidamente identificada.

Graça deixou um novo comentário na sua mensagem "EU-R... CONTINUÇÃO....":


Também tenho problemas graves com uma Big Boss que comprei em 2008. Vou actuar brevemente contra a EU-R / Squarelines, pois eles não estão ouvir as minhas reclamações.
Deixo aqui o desafio, pois a união faz a força, se tiverem problemas com estas motas,contactem email: saclrsdu@gmail.com pois juntos seremos mais fortes.
Muito brevemente darei notícias das acções que vou empreender, para defender os meus, e se necessário, os nossos direitos de consumidor. Há que acabar de uma vez por todos com quem vende gato por lebre, e insista que é lebre!


Obrigado Veiga.


Graça

Companheiros, se têm alguma coisa a dizer sobre este assunto,  positiva ou negativa, enviem-me os vossos comentários. Claro que só serão colocados os comentários que vierem devidamente identificados! Esta é a regra que deve ser seguida por todos sem excepção!

De resto... digam da vossa justiça!

Yamaha Morphous 250

Pode parecer estranha, mas revejo nela o American Way of Life!
Comparem-na com alguns automóveis americanos e digam se não é uma scooter feita à medida para os EUA?

O que penso dela? O mesmo que um dia disse O Fernando Pessoa sobre a Coca-Cola:

Primeiro estranha-se, depois entranha-se!


terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Cinco Mil...


... e oito quilómetros já rodados pela "Valentina" e o seu comportamento a melhorar de dia para dia.
É exactamente isto que se passa com a minha Sym GTS 300i Evo. O motor está mais solto, mais espevitado, mais atrevido!

Tal como tinha acontecido com a minha GTS 250, só com o passar dos quilómetros é que o motor foi soltando, melhorando o seu desempenho e baixando o consumo. No caso da GTS 250, só a partir dos 10 mil kms é que senti o motor a render a 100% e penso que é o que vai acontecer com a Valentina.

De resto, mais nada a apontar a não ser um tique-tique que vem da parte da frente e o qual ainda não localizei. O mesmo também tinha acontecido com a minha anterior GTS e por fim descobri que o tique-tique vinha de um dos espelhos.

Mais tarde vim a saber que mais GTS padeciam deste mal...pelos vistos é crónico! Atenção não é nada que incomode muito, mas a mim que sou um grande picuinhas e ando sempre à cata do mais pequeno barulhinho ou vibração estranha, incomoda!

E... continua lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!











domingo, 21 de fevereiro de 2010

Sym XS 125

Como recebi várias mensagens e emails a pedirem informações, sobre a Sym XS 125, cá vai:

Como muitos sabem, tenho uma empresa de estafetas e entre as motos que possuo na empresa, está uma Sym XS 125. A moto foi comprada em Maio de 2008 e tem 37 mil quilometros.

O que posso dizer desta mota? Bom, se esperam encontrar neste modelo a habitual qualidade das scooters Sym, esqueçam! Tal como é assumido pela marca, a qualidade desta moto é muito inferior à qualidade apresentada pelas scooters da marca e a razão apresentada é que, a XS é produzida numa fábrica na China enquanto todas as scooters são fabricadas em Taiwan. Verdade ou não é que a qualidade da XS é inferior às scooters Sym que conheço.


Comprei a moto em Maio de 2008 e 8 dias depois estava a fazer a minha 1ª reclamação! O assento estava a rasgar-se e no depósito, na zona do bocal, a pintura estava a derreter. Levei a moto à JCJ Motos, tirou-se fotos dos danos e foram enviadas para a Red Moto. Dias depois lá veio a confirmação que quando a moto fosse fazer a 1ª revisão o depósito e o assento seriam trocados. E assim foi, primeira revisão e troca das peças com defeito.
Por volta dos 6 mil km partiu-se o escape. Garantia accionada e lá veio um escape novo! Por volta dos 10 mil km o escape parte-se outra vez e a garantia é accionada outra vez. Entretanto optou-se por soldar o escape enquanto não vinha o novo, o que foi feito com autorização da Red Moto, para a moto não ficar parada enquanto se esperava pelo escape.
Quando fez outra revisão lá se colocou o escape novo e na altura foi-me dito que os escapes eram muito fracos e que o mesmo já tinha acontecido com outras XS 125.

Por volta dos 14 mil km, a moto deixou de ter a terceira velocidade, simplesmente passava-se de 2ª para 4ª. Foi accionada a garantia e nessa altura soube que havia mais XS com o mesmo problema. Houve um defeito na maquinação do carreto da terceira velocidade que simplesmente se desfazia. Nesta altura muitas XS 125 foram parar às oficinas o que causou a ruptura do stock. Estivemos quase um mês à espera de peças para a XS. Com o motor desmontado chegou-se à conclusão que para evitar futuros problemas, também teria de levar outras peças da caixa de velocidades, que tinham sido afectadas pelo tal carreto com defeito.


Entretanto como a moto já estava com 14 e tal mil kms o mecânico resolveu pedir também um jogo de seguementos que apesar de não estarem ao abrigo da garantia vieram como tal, cortesia da Red Moto.

Motor montado, rodagem feita nas calmas e até hoje, já com 27 mil kms, o motor não deu mais problemas.

Entretanto mais chatices... o conta-rotações simplesmente deixou de funcionar e como os manómetros só são vendidos em conjunto, a garantia foi acionada e já tenho um conjunto de manómetros novinho em folha à espera para serem montados na XS. Mas a saga ainda não acabou....adivinhem...o escape está com o miolo solto e...lá terá de vir mais um escape! lolol

Como podem ver...muitos problemas que são derivados da fraca qualidade das peças.

O que mais posso dizer da moto?

- Tem um consumo fantástico! A rodar a ritmo de estafeta, que é o mesmo que dizer a fundo, nunca consumiu mais do que 3,2 L/100, que quer dizer que facilmente com um depósito roda 500 km!!! Muito bom.


- Muito confortável, mesmo para uma pessoa como eu que pesa 130 quilos! A posição de condução é óptima, não cansado mesmo quando se conduz durante muito tempo.

- Pneus! Esqueçam! Vem equipada com uns pneus chinocas que são uma bela trampa! Se puderem troquem logo!Quando troquei os pneus chinocas por uns Michelin parecia que a moto era outra! Agora já se consegue curvar com confiança e até mesmo abusar um pouco, pois está muito mais estável, incisiva e segura!

- Luzes, penso que estão dentro da média do que existe neste tipo de motos, mas em comparaçao, por exemplo com a minha GTS 300 são muito inferiores!

- Motor: Fora o problema surgido na caixa de velocidades, mais nada a reportar. É rápido a desenvolver (mais rápido que uma Honda CG e menos que a Yamaha YBR 125) consegue rodar sem esforço nos 100/110 km/h, tocando o ponteiro do velocimetro nos 140, a descer a A5 em direção ao viaduto Duarte Pacheco.

Qualidade - Fraca! Tem sem dúvida peças de baixa qualidade! Não está ao nível das scooters da Sym!


Agora como conselho só vos posso dizer o seguinte:

- Se o guito é realmente curto, se são cuidadosos com a moto e é moto para andar pouco, comprem-na, mas já sabem que por certo terão de accionar a garantia algumas vezes! O lado positivo é que a Red Moto funciona muito bem!

Se puderem gastar mais uns trocos, então nem olhem para trás e optem antes por uma Honda CBF 125 ou pela Yamaha YBR 125! Ficam melhor servidos e não têm de mudar tanta peça! lol!


sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Harley-Davidson Topper, a scooter americana

Pois é, também para mim foi uma surpresa. Conseguem imaginar os Hells Angels a conduzirem uma Tooper? Devia ser hilariante!



Manutenção simples - Faça você mesmo

Vejam neste video como é simples mudar o oleo do motor e da transmissão.



Atenção: o oleo é um produto altamente poluente, por isso não o despeje em qualquer lado. Se não tem um local para o colocar, entregue-o na oficina onde habitualmente faz as revisões do seu automóvel. Eles tem recipientes próprios para a colocação do oleo usado que depois será levado para local apropriado, onde será tratado e reciclado.

Este não tem frio, lol

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Calor ou frio?

Gostava de ter um ar condicionado na sua moto?

Circular fresquinho, quando os termomêtros marcam 40 graus? E que tal não sentir frio no mais rigoroso Inverno?

Vejam o "bidio"...

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Sucesso deste blogue

Fico muito feliz ao saber que este blogue é visitado por muitas pessoas do mundo das motos e não só, assim como várias pessoas de outros paises.
Quando iniciei este blogue foi só e apenas com a intenção de escrever umas coisitas sobre a minha GTS 300, uma espécie de diário de bordo, mas a coisa avançou e.... cheguei até aqui, e muito sinceramente estou contente com o rumo que o blogue tem levado e espero que continue a levar.

Aliás o sucesso é tanto que até houve alguém pertencente a um certo grupo de pessoas que têm maxiscooters que resolveu copiar algo que eu aqui comecei a fazer relacionado com a música, mudando apenas o nome. (eheheheheheheh). Isto só vem provar que estou no bom caminho e estarem a copiar/imitar o que eu por aqui vou fazendo, só vem dar razão à existência deste blogue.

A parte negativa em relação ao blogue, é que nem sempre tenho tempo de aqui vir escrever ou "postar" as novidades, e por isso de vez em quando acontece passarem alguns dias sem nada de novo que se leia. Espero que compreendam que nem sempre é fácil gerir o tempo disponível, mas sempre que posso cá estou eu a alimentar o blogue.

A (quase) todos, o meu muito obrigado por participarem neste blogue.

Veiga

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

EU-R... CONTINUAÇÃO....

Ou como a verdade é lixada, principalmente quando não a reconhecem!!

Bom, vamos ao que interessa.

Muito me tenho rido com algumas mensagens anónimas que tenho recebido e tal como já tinha dito, são escritas anonimamente e como tal não têm direito a estarem expostas neste local. Apesar de tudo e pela forma como estão escritas (principalmente a ultima que recebi) foi fácil identificar as pessoas que as escreveram, principalmente aquela que foi escrita por uma pessoa que pertence a um fórum que também se dedica a maxiscooters, ao qual pertenci e do qual felizmente sai!! Bom, essa pessoa já está devidamente identificada (abençoadas ferramentas que este blogue tem) e como tal.... o seu registo fica guardado para memória futura, pois nunca se sabe se tal informação não poderá ser extremamente valiosa! lol

No seguimento do que algumas msgs anónimas diziam resolvi fazer duas coisas:

A 1ª é transcrever  para este blogue o que um companheiro do Clube Português de Maxiscooters escreveu sobre o que tem sido a sua odisseia com a sua nova Big Boss. Também copiei algumas fotos da sua Big Boss.

Diário de bordo Big Boss SuperCharger 125CC - Piratinha (publicado no dia 14/02/2010)

"A pedido de muitos jovens do fórum, aqui vai o meu diário de bordo, com a minha experiência pessoal sobre a tão falada Big Boss Supercharger 125CC e o seu representante em Portugal, EU-R.

Até á data da aquisição desta menina, a minha experiência de motos passava somente por ter possuido á uns bons anos atrás uma Zundapp, uma sachs cross e posteriormente uma vespa tudo de 50cc.


Com a entrada da nova lei, o bichinho das motos voltou a mim passados 15 anos. Em virtude do meu gosto pessoal e da minha mulher acabamos por optar por uma maxi scooter e não numa moto de estrada. A escolha da Big Boss foi tida em vários factores. Desconhecimento total do mercado das maxis, a concretização rápida da compra, preço e uso que iríamos dar á moto. Como era somente para passeios ligeiros e nunca como meio de transporte regular, dai não se querer investir em algo muito bom e consequentemente mais caro e porque o dinheiro também não abunda.

Como na altura da compra (4 de Setembro) não existia representante da EU-R no Algarve e como queríamos ver a moto in loco, acabamos por ir passear á capital.

Embora o Stand/oficina parecesse uma autentica confusão, mas acabamos por ser bem recebidos. Só tivemos pena das mentiras comerciais que nos foram dizendo _pensador_. Após ter dado uma voltinha e discutido o preço, acabamos por fechar negocio. Prazo de entrega acordado, 1 mês, na minha residência.

1ª Mentira - O prazo de entrega nunca foi 1 mês, e após muita reclamação da minha parte e muitos adiamentos e desculpas da parte deles a moto chegou ao fim de 3 meses. scooter_

Foi entregue por transportadora, toda montada, excepto a viseira e a top case.

A viseira foi montada por mim e com a ajuda preciosa da minha ajudante (a minha mulher _palmas_).

Após uma inspecção detalhada e com olhos de amador (os meus) qual o meu espanto quando verifiquei que faltavam parafusos e outros nem davam aperto, saiam do buraco puxando só com a ponta dos dedos. Estavam no local só a fazer efeito. _confuso_


2º Mentira - Ao fazermos a encomenda dão-nos vários números telefónicos de contacto para o caso de precisarmos contactar. São só números!! Porque na realidade falar com alguém é uma dor de cabeça e com a responsável, então é para esquecer. Nunca dão os recados e se ficarmos á espera que depois nos voltem a contactar para resposta...bem podemos esperar sentados.
Telefonei a reclamar da falta de parafusos, ficaram espantados e que não era normal, a responsável passou logo a chamada para o chefe da oficina para este explicar o acontecido. Crédulo de tal situação e por vistos nem ele sabia da existência de um representante da marca no Algarve (que não vem no site deles, mas fica perto da Fuseta), sugeri que a moto fosse colocada lá para uma verificação mais exaustiva, o que ele concordou, após nova consulta á senhora responsável.


A moto esteve na oficina do representante 3 dias. A revisão foi feita e a top case foi instalada (sem custos). Deu logo para ver que felizmente a qualidade deste representante da marca no Algarve nada tem a ver com a própria marca. Oficina caseira, pequena, mas super atencioso, responsável e lutador com a EU-R para que o cliente saia da oficina dele satisfeito.

Aos 40km e após 20 dias de compra a moto deixou de pegar com o botão eléctrico, só mesmo com pedal. Pensei que fosse da moto ter estado 1 semana parada, coloquei então a bateria á carga, mas mesmo assim nada.


Lá voltei eu a telefonar para a marca para avisar a anomalia e dizer que iria colocar a moto no representante no Algarve. Ao fim de 4 dias lá consegui falar com a responsável, que pediu então para eu não colocar a moto ainda no representante e esperar que o chefe da oficina (da marca em Lisboa) falasse comigo e eu lhe explicasse o que estava a acontecer. Como o srº estava ocupado na altura, para aguardar um telefonema dele que seria no máximo ao fim de 2 horas. Esperei...esperei

e como o telefonema ao fim de 2 semanas não apareceu (eu também não quiz ligar só para ver onde a coisa ia) voltei a ligar e então falei com o Srº que me disse que ninguém lhe tinha dado o recado.

(Ou seja o cliente com esta Empresa se precisar deles, tem que ficar agarrado ao telefone e ligar várias vezes ao dia sem conta, porque após a venda a atenção e a preocupação com o cliente é nula (desabafo _polb_ )

Quando tive autorização dele, lá fui eu num lindo sábado cheio de sol a caminho da oficina, quando a moto em andamento simplesmente deixou de trabalhar, nem com o pedal ela queria pegar. E lá foi a minha menina com 50 km percorridos para a oficina em cima da ambulância (leia-se reboque :'() .

Logo na altura e á minha frente o mecânico, ao desconfiar dos sintomas, foi ver a bateria e posso-lhes dizer que estava seca, nem pinga de liquido e logicamente já estava com defeito. Espantado, chegamos á conclusão que montaram a moto, colocaram a bateria no lugar e nem carga lhe deram e nem o liquido colocaram....e toca a enviar para o cliente. Durante os primeiros 2 ou 3 dias de uso, ainda aguentou com a carga que tinha. Mais 1 espanto..numa altura destas ainda usam baterias convencionais em lugar, das de gel! Será economia?

Quanto á paragem súbita, ainda estamos para descobrir o porquê!

Outro problema chamado documentação: Foi-me entregue uma guia de circulação válida por 60 dias. Passados 70 dias liguei para a EU-R a questionar sobre os documentos. Foi-me dito que a IMTT estava a levar tempo a entregar os documentos.

Foi-me sugerido então que fosse passado novo documento provisório de circulação, enquanto os documentos não chegassem, este com mais 1 mês. E dado que o que tinha já tinha passado de prazo, pedi para me enviar copia por email e o original seguia por correio azul. Posso-lhes dizer que se este por correio azul foi enviado, passados 15 dias ainda não o recebi.

Mas para além disso, passado uns dias de receber o tal documento provisório pelo email, verifiquei que o mesmo tinha dois números da matricula trocados. Voltei a ligar a dar conhecimento da situação e pelos vistos a senhora também já tinha dado conta. Solicitei então que me enviasse novo documento rectificado, tanto por email, como o original por correio azul, posso-lhes dizer que passado uma semana desta conversa continuo á espera do documento, tanto por correio azul como por email. Resumindo a moto não pode circular por falta de documentos.

1º - Sabem que os documentos estão caducados, mas nem contactam os clientes para substituição, nem os enviam.

2º- Têm conhecimento que enviam documentos com matricula trocada, mas não avisam o cliente que se enganaram, deixando o cliente circular e nem voltam a enviar o documento com a matricula rectificada, sujeito a levar uma multa.

Volto a dizer após a venda eles não têm qualquer preocupação de satisfação do cliente, nem intenção de resolução de problemas.

Resumindo e falando da Big Boss em si:

Prós:

- Fácil condução.

- Boa Travagem.

- Estética da frente atraente. Já a traseira não gosto muito ( na altura queria o antigo modelo mas disseram que tinha deixado de se fabricar, mas pelos vistos não é verdade).

- Boa arrumação (ai está uma boa vantagem deste modelo, dá para colocar 1 capacete debaixo do banco ou umas numerosas compras. Em comprimento dá para colocar um chapéu de chuva dos grandes.)

- Tomada de 12v com isqueiro, que dá para ligar vários aparelhos.

- Alarme, com comando á distancia que dá para meter a moto a trabalhar sem colocação da chave.

- Relógio

- Radio com scan de estações, 2 colunas generosas e com cabo auxiliar para ligar MP3 ou outro aparelho áudio.

- Top Case (No meu caso veio logo de origem)


Contras:


- Alguns barulhos parasitas, principalmente na zona frontal e em terreno irregular é bastante notório.

- Os plásticos poderiam ter uma qualidade um pouco superior.

- Manipulo dos piscas (muito pequeno), difícil de utilizar, principalmente com luvas.

- A tampa da mala frontal onde está a tomada e que tem espaço para arrumar alguma coisa, os plásticos deveriam ter qualidade bem superior e com um sistema de fecho e abertura diferente, porque é muito frágil e trepida muito.

- Em certas situações nota-se falta de potencia, 10CV é muito pouco para uma moto que pesa quase 150kilos e principalmente com 2 pessoas em cima.

- Assistência pós venda por parte do represente, Eu-R, é péssima. (Se outros tiveram sorte eu não a tive)

- Comportamento em curva não muito agradável, a direcção é um pouco pesada e perra.

- Não traz suporte de origem da TopCase, sendo necessário furar os plásticos para instalá-la.

Ps: Peço desculpa a todos por este testamento mas na sequência da descrição da moto, acabei por fazer neste fórum o meu desabafo sobre tudo o que envolveu a minha moto e os seus problemas. _corado_

Citação de: veiga em Ontem às 22:56


Neste caso especial, peço autorização ao Piratinha e também à administração do Clube para poder fazer uma cópia deste diário para o meu blogue, onde então aí farei os comentários que achar necessários.

(publicado hoje dia 15/02/2010)

Boas.

Da minha parte tens autorização para transcrever este diário.

Este diário é a descrição de todos os problemas que tenho passado, o meu pensamento para além do de desabafar pela primeira vez em publico, com todos os companheiros do CPM, pretendia também poder ajudar e abrir os olhos a quem pretender entrar neste mundo das maxis. A pesquisa é importante. Ler as experiências nos fóruns, tirar duvidas com quem sabe, melhor ainda. Erro meu!!

Hoje tive mais um contacto com o representante. Cerca das 9h30 liguei a questionar pelo documento de circulação provisório que supostamente foi enviado á 15 dias e que nem por email, nem por correio chegou e a admiração por ainda não ter chegado foi muita por parte da responsável. Possivelmente se esqueceu :)

Passados 2 horas lá me enviou a dita declaração por email...quando comecei a ler, qual o meu espanto quando reparei que no texto mencionava que eu tinha comprado uma Big Boss de 250cc. Lá respondi ao email a dizer que os dados da declaração estavam errados, que tinha comprado uma Big Boss de 125cc e não de 250cc. Passado 1 hora lá veio por email uma nova declaração....comecei a ler..e qual o meu espanto quando verifiquei que o meu numero de BI estava errado. Desta vez resolvi telefonar, falei com uma funcionaria que me disse que a responsável não se encontrava. Deixei recado a explicar o erro. Passadas mais de 2 horas, ou seja por volta das 16h50, como não aparecia a nova declaração voltei a ligar, voltando a dita funcionaria a atender. Perguntei então se a responsável já se encontrava, tendo me dito que sim..questionei-lhe se tinha dado o recado á senhora. Qual o meu espanto quando a funcionária muito acelerada me disse, então o senhor deixou o recado á 5 minutos e já queria que eu tivesse passado... _confuso_ Foi quando eu disse, desculpe eu deixei o recado á precisamente 2H10 minutos.

Falei então com a responsável que me disse que iria de imediato rectificar a declaração e me enviar por email...bom amigos á imagem do que já estou habituado, ainda a esta hora estou á espera de um documento válido para poder circular com a moto.

O que vale é que sou um Algarvio marafo, mas muito calmo e com muita paciência _pensador_

Saudações Algarvias

Piratinha


- Pronto meus amigos...são os comentários de mais um feliz proprietário de uma magnifica Eu-R!

Mas...a vida tem destas coisas.... ontem de manhã depois de ter ido a mais um cafézinho do Clube Português de Maxiscooters, fui ao Pingo-Doce aqui da zona onde moro e o que vejo lá estacionada à porta? Adivinharam!! Uma linda Eu-R pretinha...saco rapidamente do telélé para fotografar tão excelsa montada em todo o seu fulgor.

Espero que se divirtam tanto a ver as fotos, como eu me diverti a tirá-las! lol

É linda, não é? Também acho...

Linhas agressivas...moderna...ops mas o que é aquilo ali escrito?

                                  Isto sim! racing tecnology! Espectáculo!!

                                Epá! Mas o que é isto? Deixa ver de mais perto...

hum... estranho....

                               Este parafuso deve ser especial...será titanio?

                               Esta manete também deve ser especial...

Estes amortecedores devem ser feitos especialmente para a Eu-r pela Ohlins. Reparem no acabamento cuidado....

Qual Akrapovic, Devil ou Shimura!!! Meu amigos isto é um escape "race tecnology made by Eu-R! Espectáculooooooooooooo!

Penso que os comentários do companheiro Piratinha do Algarve (que podem ser lidos em http://clubeportuguesmaxiscooters.org/ e as fotos que tirei dizem tudo!


(clicar para aumentar as imagens e ver mais de perto o "racing tecnology"....ihihihihi)


ops, esqueci-me de dizer que a matricula da moto era ID...logo uma motinha com apenas alguns meses de vida!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Mais música

Passado...



Presente!



Passado...



Presente...



Passado...



Presente!

Anónimos

Bom,

deve ser a bilionésima vez que digo isto mas, lá terá de ser:

Não respondo a comentários anónimos!

Por isso amigos, não se admirem de ver que comentários que escreveram aqui no blogue, não estejam on-line!

Só respondo a comentários devidamente identificados e quando digo identifcados não basta escrever António, chico, zé, etc.

Faço isto apenas para evitar perder tempo a responder a parvalhões que por aqui têm andado.

Quem vier por bem é e será sempre bem recebido, quem vier por mal, PQP!

Quem não gosta não lê! Isto é e será sempre um blogue pessoal e tudo o que aqui escrever é  e será sempre a minha opinião, seja sobre o que for!

Quanto ao anónimo que me pediu mais fotos da SYM preto-mate, infelizmente não tirei mais, mas vou ver se sou capaz de arranjar algumas, pois acho que uns companheiros do Clube Português de Maxiscooters tiraram fotos a essa moto. Se as conseguir "gamar" cá estarão!

Quanto ao Filipe, caro Filipe se comprou uma Eu-r e se está contente com ela...ainda bem.
Caro Filipe, infelizmente não sou dono de nenhum stand de motos, coisa que adoraria ter, mas para o qual não tenho tempo (€€€€€€€). No entanto os poucos conhecimentos que tenho e vou diariamente adquirindo (pois é amigo, todos os dias aprendo alguma coisa...) seja sobre mecanica, fabricação, marcas, modelos, motos que já tive, motos que testei, motos que conduzi, locais onde trabalhei,  etc etc, já me vão dando um certo arcaboiço sobre o que acho ser bom, ou não e...pelo que posso ver em certas motos (não vale a pena referir nomes, pois não!?) está bem á vista que são uma grande merda!!!

Quanto ao que aqui digo e penso...é assim, este blogue é meu, isto não é nenhum fórum, nem clube, nem associação e sendo assim aqui escrevo o que penso e o que quero!
Se não gostam do que escrevo, o que vêm aqui fazer? Se o que digo são balelas, mentiras, porque perdem tanto tempo a lê-las? 

Meus amigos, sabem o significado de "LIVRE ARBÍTRIO"???

Se não sabem então tentem saber....

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Kymco Downtown 300i

Esta moto tira-me o sono! É linda. Em Espanha e apenas com 3 meses de comercialização, já se encontra no 2º lugar do Top-Ten e ameaça roubar a liderança à todo-poderosa Honda SH 300i.
Tem 29,5 cv.
Sabem quanto custa em Espanha? 3880 € com Iva e seguro incluidos. E em Portugal? Onde anda a Mavico? O que espera? Não quer vender motos? Não quer ganhar dinheiro? Se não quer então que passe a representação da Kymco a quem queira trabalhar a marca!

Muito sinceramente, quando comprei a minha GTS 300 se esta Kymco estivesse cá á venda...acho que agora tinha uma na garagem!!

Simplesmente magnifica!!!





quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Mal empregada...

Pois...é só style!!

Motão novo, fatinho a condizer, capacete mais caro que a loja tinha e... só se esqueceu foi de comprar um kit-de-unhas!



Será que ninguém disse a este gajo que os pneus novos (ainda com goma), escorregam que se farta?

Assim é que se faz um burn-out... ou talvez não!

Mais um idiota...

Descuido ou estupidez?

Voto na segunda opção!





É sem dúvida o Rossi lá do sítio! lol

Mais Honda Faze

Mais um video da nova Honda Faze 250. Será que vem para a Europa? Portugal? Por enquanto ainda só é vendida no Japão...felizardos!

Born to be wild

Depois deste filme tudo mudou no mundo das motos! Um clássico a ver ou a rever!



Para mim a moto do Peter Fonda, a "Captain America" é a Chopper! Tudo o resto é imitação!


(clicar na imagem para aumentar)

Inconsciência ou simplesmente estupidez?

Onde pode chegar a estupidez de uma pessoa!



Felizmente e pelo que se sabe, tudo não passou de um grande susto e tanto a mãe como a filha sairam do acidente apenas com pequenas escoriações!!! Por mim aquela mãe bem devia ter partido os cornos!!

10 mil visitas!

Pois é amigos, o que começou apenas por ser uma brincadeira acabou por tornar-se num sítio de encontro de pessoas que procuram ou partilham informação sobre motos em especial scooters.
Quando iniciei este  blogue estava longe de pensar que poucos meses depois teria atingido a marca de dez mil visitas.
Penso que estamos todos de parabéns.

No entanto, se estou muito feliz pelo êxito do blogue, o certo é que este sucesso trás as suas consequências, sendo a principal o aumento da responsabilidade que recai sobre o seu autor, cá o je!

No entanto uma coisa vos posso prometer. este blogue, doa a quem doer, continuará  a ser como até aqui, feito à minha imagem e sendo aquilo que eu penso, volto a dizê-lo, doa  a quem doer!

Já foram muitos os que tentaram criar aqui mau ambiente e digo aqui, porque na vida real não são capazes de dizerem na cara o que aqui escrevem, escondidos atrás do computador! Cobardes!
Quanto a esses só lhes posso dizer: PQP!

Aos outros, e eles sabem quem são, apenas espero poder continuar a contar com a vossa presença, esperando que tenham tanto prazer a lê-lo, como eu tenho a fazê-lo!

Obrigado a todos!

Exposalão - MotoExpo 2010

Pois é... chamem-lhe crise, ou o diabo-a-sete, mas o certo é que estava muito fraquinho. Muitas ausências e...grandes desilusões!

Sem dúvida o melhor stand era o da Yamaha. Tinha duas grandes novidades para 2010, as novas X-Max 125/250 e a T-Max 500. Um espectáculo.







A seguir e como já vem sendo hábito os melhores stands eram da Sym, Suzuki e BMW e logo atrás o stand da Benelli e da Malaguti. Também merece destaque o stand da LML, que apesar de pequeno tinha como maior atractivo as muitas LML que tinham expostas com cores muito atractivas, e também o seu novo motor a 4 tempos. Muito bem!




No stand da Sym recebi a informação que a nova Maxsym 400/600 será apresentada na sua versão final, no Salão de Milão deste ano e que estará à venda logo nos primeiros meses de 2011. Ou seja o modelo apresentado este ano ainda poderá (espero eu) receber modificações a nível estético.
Estava também em exposição uma GTS em preto-mate com a designação SE, por sinal lindissima. No entanto apesar de estar exposta como sendo uma 125, a verdade é que era uma GTS 300i Evo, o que demonstra pouco cuidado na informação dada aos visitantes! Muito mau!
Também estavam em exposição dois novos modelos, a desportiva Cevalo 125 e a nostálgica Cielo.









Apesar de já não ser novidade a mastodôntica Malaguti Spidermax 500 tem como sempre lugar de destaque no stand da Luzeiro. Continuo a achar esta maxiscooter, uma moto muito interessante e muito bem conseguida, com pormenores simplesmente "deliciosos".





Desilusões sem dúvida os stands da Honda e da Eu-r. No caso da Honda e apesar de normalmente ser a Jomotos a assumir as "despesas" da marca nipónica, o certo é que costuma ter um dos melhores stands do evento mas este ano...que grande mixórdia! Meia dúzia de Hondas dividindo o espaço com algumas Vespas, um triciclo da Can-Am e mais não sei o quê! O mais ridículo disto tudo é que nem tinham em exposição uma SW-T 400 ou uma simples Forza 250. Mais ridículo ainda é terem em exposição a nova VFR 1200 que passava despercebida no meio das outras, sem o devido destaque que merecia ter.
Não sei se a Jomotos teve ou não apoio da Honda Motor de Portugal, pois pareceu-me que estava mais interessada em vender as motos usadas que tinha em exposição noutro local da feira, do que divulgar os modelos novos. Muito mau, sem dúvida!

E...temos o stand da Eu-r, onde a melhor moto que têm no seu catalogo, a Adiva, estava escondida atrás da moto que é a novidade deste ano, a tal a imitar a Yamaha Majesty 250 Sport, que como já vem sendo hábito nos produtos desta marca...é muito fraquinha nos acabamentos. Meus senhores...esta moto tem uma espécie de tecido, ou pano, ou lá o que queiram chamar aquilo  no tablier!! Resumindo, não se pode andar com esta moto à chuva, senão aquilo ensopa! E os acabamentos...
Voltando à Adiva, estava atravancada atrás da tal imitação da Yamaha, num sitio pouco visível e onde ninguém podia chegar para ver a moto! Quer dizer escondem a melhor moto que têm para venda?

Voltando ao Salão, poucas novidades e...mais nada!

(Clicar nas imagens para aumentar)

Passeio do CPM até à Exposalão

Mais uma viagem desta vez tendo como destino a Expomoto, na Batalha.

Desta vez fui eu o organizador desta passeata e senti bem o peso da responsabilidade, que passa pela organização do evento, horas de partida, reagrupamentos, paragens para café, marcação do almoço, etc, etc.

Mas a maior responsabilidade que pesa sobre quem organiza é sempre a que tudo corra bem, que todos se divirtam e que acima de tudo, todos regressem são e salvos.

E olhem que só sosseguei quando li no site do CPM que toda a malta tinha chegado bem, apesar do mau tempo que apanhámos no regresso.

Bom vamos ao relato:




Partida da área de serviço da Repsol da 2ª Circular e...mais caras novas!

Seguimos viagem a um ritmo moderado, pois apesar de haver diferenças entre as cilindradas das scooters, o certo é que connosco ninguém fica para trás!


- Paragem para o esticar as pernas e  beber o cafézinho n o restaurante Pôr do Sol.





Paragem no restaurante D. Abade, onde mais uma vez nos deliciámos com as muitas iguarias que ali são servidas. Muito bom.

O "chato" foi eu ter feito uma reserva para 25 pessoas e termos aparecido 34, lol!

Mas como sempre, no D. Abade ninguém fica mal servido e lá se arranjou lugar para todos.

Muita comida e uma ainda maior boa disposição!




Visita ao Exposalão, uma desilusão da qual falarei noutro texto.

- No regresso, como tive de vir mais cedo, fiz grande parte da viagem sozinho, tendo tido apenas a companhia duma Harley-Davidson durante alguns quilómetros mas a qual rapidamente deixei para trás, pois o seu dono vinha de calças de ganga e blusão curto e chovia a potes. Ou seja o gajo de motão, cheio de estilo e coiso e tal, encharcado até aos tomates e eu de aspirador...sequinho e quentinho....ehehehe.

Abençoada scooter, onde se sofre muito menos com o mau tempo!