terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Honda Smart Technology - Com humor...




Honda PCX 150 2016 - (Com Smart Key)



segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Cision




A partir de hoje, o Gosto de Scooters é monitorizado pela Cision.

http://www.cision.com/pt/


quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

"Top Six" - As minhas scooters preferidas!

Aproveitando a chegada à histórica marca de 1 milhão de visitas ao Gosto de Scooters e após mais de seis anos a experimentar e escrever sobre scooters, tentando ser sempre o mais imparcial possível, chegou a altura de mandar a referida imparcialidade às favas e dizer, após tantos e tantos testes, quais são as minhas seis scooters preferidas, o meu "Top Six".

Não estou, de forma alguma a favorecer esta ou aquela marca. Estas seis scooters, são aquelas que, por esta ou aquela razão, por esta ou aquela qualidade, ou apenas porque sim, porque gosto e mais nada, estariam na minha garagem se eu tivesse "t€mpo" para as adquirir!


1º lugar – Yamaha T-Max 530 (The Best of the Best!)


Para mim esta é a melhor scooter de todos os tempos! 

Não existe no mercado nada igual! 

Podem existir scooters mais confortáveis (que existem!), podem existir scooters mais rápidas e velozes (que existem!), só que não existe no mercado outra scooter que una num mesmo "pacote", a qualidade dos materiais e acabamentos, a rapidez e velocidade, a segurança, o comportamento em curva, o dinamismo e o prazer de condução como a Yamaha T-Max 530! 

Não há! 



Por tudo isto é que a Yamaha T-Max 530  é a minha scooter preferida e um dia... ainda a hei-de ter na minha garagem!

http://gostodescooters.blogspot.pt/2015/05/yamaha-t-max-530-quase-perfeita.html


2º Lugar – Honda Forza 125 (A melhor 125 do mercado!)


Se houve scooter que me surpreendeu, foi esta! Além de ter surpreendido visualmente – é linda de morrer! - foi a primeira vez que andei com uma scooter de 125 cc e poucos  quilómetros depois... esqueci-me que era uma 125!

Ótimos acabamentos, melhor equipamento (o "sobe-e-desce" do écran frontal e aquela peça de plástico que serve de divisória móvel, no compartimento de arrumação debaixo do assento, fazem toda a diferença!), espaço amplo tanto para condutor como passageiro, proporcionando um excelente conforto, mesmo em deslocações mais longas e acima de tudo um comportamento dinâmico e um motor, cujas performances fazem-nos esquecer que esta Honda Forza é... uma 125. 



E isto tudo com consumos de fazer inveja à maiorias das scooters... 125!

http://gostodescooters.blogspot.pt/2015/05/honda-forza-125-rainha-das-125.html


3º Lugar – Sym GTS 300i Evo (A minha "menina"!)


Claro que tinha de aqui referir a minha "menina", a Valentina, a Sym GTS 300i Evo, que adquiri em 2009 e na qual, fiz resmas de viagens de Norte a Sul, neste cantinho à beira mar plantado, mais algumas aqui ao lado, a Espanha.
Seis anos passados e apesar de já ter 77 mil km e algumas "rugas" já difíceis de esconder, o certo é que mesmo hoje, a Valentina, consegue colocar-me um sorriso no rosto, sempre que a conduzo. 

A Sym acertou na mouche quando decidiu construir a GTS para ser a "arma de arremesso" na sua entrada no mercado europeu. 

A Sym GTS 300i Evo é uma scooter, ainda hoje, de linhas bastante agradáveis, espaçosa, confortável, económica, com performances bastante aceitáveis para a sua cilindrada (264 cc) e com uma fiabilidade, capaz de fazer inveja à maioria das outras scooters (japonesas incluídas!).


  
Ainda hoje, e já com a quilometragem que tem, a Valentina está sempre pronta a levar-me para qualquer lado, seja apenas ao café da esquina, ou a fazer uma viagem longa, de várias centenas de quilómetros!

Vendê-la, quando chegar a altura, vai ser muito triste!


4º Honda Vultus ("Motociclus Rarus!")


Sinceramente, não sei! É que não sei mesmo! Mas esta "coisa" tinha de fazer parte do meu "Top Six" apesar de não saber onde incluí-la e de não ter a certeza se ela é uma scooter, uma moto, ou outra "coisa" qualquer!

Para mim tem mais genes de scooter, nem que seja pela posição, uma "mix" deveras confortável entre uma scooter e uma mais radical Custom, mas que funciona na perfeição.

E quanto ao seu aspeto... é daquelas onde as pessoas se dividem em dois grupos: os que a amam ou os que a odeiam, sem meio termo. E eu faço parte, sem dúvida alguma, do primeiro grupo. 



Se juntarmos ao seu aspeto futurista e radical, o mais que conhecido e comprovado conjunto "quadro/suspensões/motor" das NC, temos um veículo de duas rodas, fantástico! 

E... único!

http://motoratual.blogspot.pt/2015/03/honda-nm4-vultus-motociclus-rarus.html

5º Lugar – Suzuki Burgman 650 Executive(Sofá com rodas!)


Sem espinhas, a Burgman é a "Goldwing" das scooters!

Espaço à "fartazana", conforto a toda a prova e um comportamento dinâmico de excelência, fazem desta scooter a preferida daqueles que, preferindo uma scooter a uma moto, não aceitam que esta tenha menos conforto que uma grande e dispendiosa "GT".

O motor bicilindrico que propulsiona a Burgman, manteve intactas as qualidades que fazem desta scooter a preferida para as grandes viagens, a dois e com carga completa.


Pena que quando foi renovad,a a Suzuki não arriscou um bocadinho mais no que diz respeito à evolução do design e que houvesse algum retrocesso no que diz respeito à qualidade de alguns plásticos, nomeadamente na zona frontal que envolve o bonito e completo painel de instrumentos.

http://gostodescooters.blogspot.pt/2015/03/suzuki-burgman-650-executive-reposicao.html

A "Viajante", das scooters!

6º Lugar - Piaggio X10 350  (La più Bella!) 


Puro design italiano! Não é por acaso que a X10 é italiana, ou dizendo isto de outras forma, a X10, só podia ser uma scooter "made in Italy"!

A X10  é uma obra de arte para ser apreciada, degustada aos "poucachinhos", devagarinho, tal como se  aprecia um bom queijo ou um bom vinho.
Apreciem, cada curva, cada ângulo, cada linha, cada aresta e vão ver que cada elemento está no lugar certo, nem mais acima nem mais abaixo, nem mais para um lado ou para o outro e tudo conjugado transmiti-nos uma sensação ondulante, digamos, "marítima", principalmente se a sua cor for o lindíssimo azul que tinha a X10 350 que testei.



Tive o privilégio de testar esta Piaggio nas duas versões, a 350 e a 500 e é o propulsor menos potente que melhor "acasala" com todo o aspeto estilístico da scooter, proporcionando uma condução calma e descontraída,  contrastando vivamente com a rudeza e agressividade do motor de maior cilindrada.

Prefiro, a 350, sem dúvida alguma!

Comentário final: São estas, para mim, as melhores scooters da atualidade, aquelas pelas quais me apaixonei! 
Uns poderão concordar, outros não, mas enquanto decidem quais são as scooters da vossa preferência... vou ali meter o euromilhões e já volto!

Carlos Veiga (2015)